Archives For olimpíadas

Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue

O Pavilhão de Tiro das Olímpiadas de Londres de 2012 tem seu formato um tanto inusitado. Apesar de não ter encontrado informações sobre a origem da inspiração, o pavilhão, formado por estruturas tensionadas, alude, a meu ver, à chapas metálicas atingidas por projéteis de armas de fogo. Partindo disso pude considerar que a origem da inspiração pode ter sido proveniente de uma analogia à forma de algo já existente (chapas perfuradas a bala) e que também tem relação com a finalidade do projeto, mas ao mesmo tempo não posso dizer que há um mimetismo dessa forma, já que não tenho certeza que as chapas foram realmente a fonte dessa ideia.

Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue

Já a tipologia do projeto é bem simplista, seguindo uma planta livre com estruturas metálicas cobertas pela estrutura tensionada externa, funcionando como “exaustora” para promover a circulação de ar dentro do pavilhão.

Olympic Shooting Venue Olympic Shooting Venue

Olimpíadas Rio 2016

Velódromo

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Empresa Olímpica Municipal (EOM), divulgou  as imagens dos projetos do centro aquático, do centro de tênis e do novo velódromo para os Jogos Olímpicos de 2016. O complexo que receberá o evento ocupará uma área de 1,18 milhão de m² à beira da Lagoa Marapendi, na Avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca, e tem previsão de conclusão para o segundo semestre de 2015.

De acordo com informações da EOM, o projeto do velódromo é inspirado em um capacete de ciclista e terá cinco mil lugares fixos, com possibilidade de receber mil assentos temporários. A arquitetura é assinada pelo arquiteto Daniel Gusmão em conjunto com o escritório inglês Aecom, responsável também pelo plano geral urbanístico do Parque Olímpico. O projeto busca certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

A construção do velódromo terá inicio no segundo semestre de 2013 e a conclusão está prevista para o segundo semestre de 2015. Após os Jogos Olímpicos, a ideia da prefeitura é utilizar o espaço como Centro Olímpico de Treinamento (COT), permitindo também que o Rio de Janeiro receba competições internacionais.

Já o centro aquático será uma estrutura provisória e o projeto, ainda não concluído, prevê capacidade para 18 mil pessoas. O centro de tênis, por sua vez, será composto por três arenas, sendo uma permanente, com capacidade para 10 mil pessoas, e duas temporárias – uma para cinco mil e outra para três mil pessoas. Outras 13 quadras serão construídas para treinos e jogos e sete ficarão no Centro Olímpico de treinamento após o Rio 2016.

A EOM não divulgou a autoria do projeto arquitetônico do centro aquático e do centro de tênis.

O Governo Federal será responsável pelo investimento na construção dos equipamentos dos Jogos Olímpicos. A licitação para a escolha da empresa que executará a obra do velódromo será realizada ainda neste semestre, segundo a EOM. Via PiniWeb.

Centro Aquático

Centro de Tênis