Archives For Tecnologia

Camisas à prova de bala

Marcelo Teixeira —  13 de junho de 2013 — Comentários

Camisa à prova de balas

Uma camisa Hanes “bombada” que pode desviar balas pode parecer coisa de estória em quadrinhos, mas cientistas desenvolveram uma forma de tornar mais robusta uma camisa comum criando uma armadura de vestir. Emendando o carbono no algodão com boro, o terceiro material mais duro do planeta, pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul aumentaram significantemente a resistência do tecido. O resultado é uma camisa leve reforçada com carboneto de boro, o mesmo material usado em tanques militares.

Essa descoberta, de acordo com o Dr. Xiaodong Li, um professor de engenharia mecânica da USC e co-autor de um artigo no tema Materiais Avançados, sinaliza uma “mudança conceitual na fabricação de materiais ultra-resistentes, super-fortes, de baixo consumo de combustível e leves.”

Camisa à prova de balas Camisa à prova de balas Camisa à prova de balas

Via Ecouterre.

Concreto Wolverine

Marcelo Teixeira —  8 de junho de 2013 — Comentários

Concreto

Um problema pertinente nas construções é que de uma forma ou de outra as calçadas terão rachaduras com o tempo, pelo desgaste, má execução ou pela ação das raízes das árvores, e seu reparo exige trabalho humano e custa dinheiro. Um outro problema é que mais de 7% das emissões de carbono vem da produção do cimento, um dos componentes na execução das calçadas, causando assim o efeito estufa, mas o que poderia ser feito para evitar esses problemas?

Pesquisadores da Universidade de Cardiff, Universidade de Cambridge, e Universidade de Bath fazem parte de um projeto £3m para criar um concreto que se auto-cicatriza. O material seria capaz de se consertar com a ajuda de uma bactéria contendo microcápsulas que brotariam e produziriam calcário quando a água entrasse nas fissuras.

Basta sabermos quanto tempo demora o processo de “cicatrização” do cimento porque dependendo da velocidade da evolução da rachadura a calçada poderia ficar desnivelada, mas a pesquisa é realmente revolucionária.

Maçaneta LEDoor

Marcelo Teixeira —  6 de junho de 2013 — Comentários

LEDoor Handle

Designers desenvolveram uma ideia que permita às pessoas se guiarem no escuro. A LEDoor Handle foi projetada por um time de 3 designers: Kun-hee Kim, Kei Shimizu and Nguyen-vu Dang. O conceito por trás dessa moderna maçaneta incorpora uma lanterna LED e uma maçaneta iluminada de fácil localização durante um blackout.

A LEDoor Handle não é apenas para emergências mas também pode ser decorativa durante o dia ou à noite, utilizando a opção de trava da maçaneta para carregar as baterias da lanterna, a maçaneta mostra uma outra característica de ponta, uma mood light que pode elevar a atmosfera do ambiente.

LEDoor Handle LEDoor Handle LEDoor Handle

Via FRESHOME.

Casa Cogumelo

Enquanto casas comuns utilizam isolamento térmico com base em petróleo, a Pequena Casa Cogumelo, com uma pegada de aproximadamente 3,6 x 2,1 metros, utiliza micélio (“raízes” do cogumelo) como isolamento. O micélio é inserido entre placas de madeiras e assim que acaba de crescer ele secará por 1 mês formando uma vedação hermética com resistência ao fogo, sem componentes orgânicos voláteis e baixo custo. Além do isolamento a casa terá telhas feitas do material.

Casa Cogumelo Casa Cogumelo Casa Cogumelo Casa Cogumelo Casa Cogumelo

Via Inhabitat.

O que você estava fazendo quando tinha 14 anos? Eu aposto que você não estava participando com amigos na criação de um gerador que trabalha convertendo urina em hidrogênio. Bem…é exatamente o que as meninas Duro-Aina Adebola, Akindele Abiola, Faleke Oluwatoyin e Bello Eniola, de 14 anos, fizeram para a Maker Faire Africa. E é tão complicado quanto parece, mas a necessidade leva à invenção e essas garotas responderam à necessidade de seu meio. “O sistema funciona da seguinte maneira: A urina é colocada em uma célula eletrônica, que separa o hidrogênio. O hidrogênio vai para um filtro de água para purificação que então empurra o hidrogênio para um cilindro de gás. O cilindro empurra o hidrogênio para um outro cilindro de borato líquido, que é usado para remover a mistura do gás hidrogênio, e então esse hidrogênio purificado é empurrado para o gerador.” Não é um projeto de ciências comum, e o protótipo das garotas é capaz de converter 1 litro de urina em 6 horas de eletricidade.

Realmente impressionante!

Via Inhabitots.